A carta


Datas passam,
Meses passaram.
Você não me manda suas cartas.

Eu as espero pacientemente,
mas você esquece de escrevê-las.

Foi para a guerra e não me avisou?
Acabou papel para cartas, onde você está?
Desistiu de mim?
Nosso amor não é mais a coisa mais importante  para você?
Arrumou outro amor,mais perto de você?

Estou desesperada!
Todos os dias vou ao Correio,
 esperando ter suas cartas.
Pergunto ao carteiro,
se tem carta para mim.

Você foi embora,
mas suas últimas palavras
para mim ditas
ainda estão cravadas
em meu coração:
"Estou indo,mas me espere,meu amor. Eu te amo, quando eu voltar nos casaremos e então seremos felizes."

Tristes palavras,
que me trazem pesadelos a anoitecer.
Por que me prometeu algo que não poderia cumprir?
O que eu fiz para ter tanta desgraça?

Recebi uma carta,
não é sua,
mas de um amigo seu,
que muito você me falava.
Na carta dizia:
"Desculpe eu lhe informar.Mas o seu amado morreu na guerra. Ele levou um tiro da tropa inimiga. Meu grande amigo se foi como centenas de homens: noivos; pais; maridos; avós; solteiros; irmãos;namorados e amigos. Meus sinceros pêsames. Ele morreu na minha frente. Uma hora antes de sairmos para a batalha, ele me dizia que ia ser muito feliz depois que a guerra acabasse, disse que havia comprado um anel de noivado para sua amada e ia te pedir em casamento e iam ser muito felizes. Ele morreu há 3 meses,mas eu estava esperando reunir coragem para te avisar. Contate a família do seu amado,meu amigo... Meus pêsames.
Deus esteja contigo.
 Soldado..."

Todo esse tempo e eu achando que meu amor tinha me deixado por outra?
Lágrimas escorriam de meus olhos, eu soluçava demais, a carta caiu da minha mão e eu não parava de chorar. Meu coração parecia que ia sair pulando e nada mais eu senti.
Tudo ficou escuro.

Quando acordei, ainda caida no chão,onde tinha desmaiado.
Já era escuro lá fora.
Já devia ter feito um tempo que tinha desmaiado pelo que vi.

Uma grande tristeza me tomou.
Percebi que não tinha mais razão para viver.
Não poderia viver sem aquele que amo e sempre amarei.

Peguei a carta do chão, lá dentro tinha algo.
Tirei de dentro do envelope da carta a coisa.

Era um anel. Um  anel de noivado.
Meu anel de noivado.
Coloquei no meu dedo que um dia iria ficar.

E nunca mais tirei do meu dedo.
Era minha única recordação,
que um dia,

Eu fui feliz...

 
Todos os direitos a Forks Diary.
Gifs da Taylor Swift.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fanfics fofissimas do Percy e da Annabeth!